Como Criar Uma Startup Com 12 Reais, Aos 16 Anos e na Periferia

Ter formação nas melhores universidades, possuir um networking com referências do mercado, acesso a fundos de investimento e experiência empresarial são essenciais para quem quer criar uma Startup.

Você acredita nisso?

O adolescente Augusto Vieira, nascido e criado no bairro Coophatrabalho, um dos mais distantes do centro da capital do Mato Grosso do Sul, conseguiu substituir estes pré-requisitos com coragem, determinação e muita cara-de-pau.

Conheci o guri (como chamam garoto no MS) num evento para empreendedores onde Augusto causou! Fez de tudo, inclusive subir no palco no meio de uma palestra para contar a sua história.

Virou até verbo: Augustar: Ato de meter a cara, sem medo, sem ser convidado, e ousar buscar seu espaço.

Alguns palestrantes do evento começaram a falar: “Fui lá e dei uma augustada” quando precisaram abrir caminho no peito.

Ele relata nesta divertida entrevista como, com apenas R$12, criou uma startup, que já conta com vários clientes e como já diversificou a área de atuação.

Augusto trabalhava como adestrador de cães e percebeu uma oportunidade de mercado, ao sentir de perto a dor dos seus clientes quando perdiam seus cachorros, e a dificuldade de quem acha um animal perdido, em localizar o verdadeiro dono.

Por isso ele criou a acheimeucao.com na cara (de pau) e na coragem.

É verdade que já existem algumas soluções deste tipo no mercado, mas o apresentei a um investidor que viu uma nova forma de distribuição do serviço, e que pode ser o fator chave do sucesso.

Você pode conhecer melhor o trabalho do Augusto e entrar em contato com a fera nos sites de suas empresas: Design MS e Achei Meu Cão.

Ele também já foi notícia no principal portal de informações de Campo Grande-MS.

Acredita que a história deste jovem herói, saído de um dos bairros mais pobres da cidade, é capaz de inspirar outros empreendedores a saírem da zona de conforto e criar a sua startup?

Então compartilhe este artigo e ajude espalhar esta semente.